BEDA 2017

Minhas séries favoritas de todos os tempos

Sabe aquela pessoa viciada em séries? Não sou essa pessoa. Não assisto Game of Thrones, desgurpa sociedade, não assisti 13 Reasons Why até o fim, não assisto nenhuma dessas séries que as pessoas dizem MEU DEUS COMO VOCÊ NÃO ASSISTE?  – pois é.

Mas o fato é que quando eu realmente gosto de uma série, DAÍ EU GOSTO. Daí eu assisto e assisto de novo. E eu sofro. E eu amo e odeio os personagens. E eu sinto saudade real oficial quando acaba como se as pessoas da série fossem minhas amigas e tivessem ido embora. É assim mesmo, bem intenso, mas aconteceu poucas vezes. Aqui vão minhas três – sim, só três – séries favoritas da vida inteira:

Gilmore Girls. Gente, Gilmore Girls, pelo amor de deus me dá uma coisinha de nostalgia e saudade só de dizer o nome dessa série maravilhosa. Eu não assisti ela quando passou na TV, fui conhecer quando entrou no Netflix e em  pouco tempo devorei as 7 temporadas e comecei a me remoer pelo revival que iria ser lançado. Chegou o revival, assisti o revival, chorei com o revival. E agora, sem previsão de outras temporadas, estou completamente orfã e pensando em voltar a assistir tudo de novo porque sim. Sei que a série é velhinha mas pra quem não assistiu ela conta a história da Lorelai e da Rory, mãe e filha, e sua vidinha na pequena cidade de Stars Hollow. Lorelai foi mãe com 16 anos e resolveu sair da casa dos pais e criar a filha sozinha, filha aliás que tem o mesmo nome que ela. Pode ser mais maravilhoso e girls power? Não pode. Os relacionamentos da Rory acabam tendo muito destaque na trama e ela se envolve com muitos boys lixo – quem nunca, não é mesmo? – e vai se perdendo e se encontrando durante toda a série. Eu sofro junto, toda fucking vez. Essa série acaba com minha estrutura emocional.

O.C. Um estranho no paraíso. Essa série marcou minha adolescência, eu assisti pela primeira vez quando tinha uns 16 anos. Eu e a minha prima alugávamos os dvds na locadora pra virar noites assistindo. A série fala do Ryan, um menino de 16 anos, que começa a se envolver no crime por causa do irmão mas acaba sendo adotado pelo defensor público e caindo de paraquedas na cidade de Orange Country, cheia de gente rica e uma realidade bem longe da dele. Ele se apaixona pela Marissa Cooper e daí é dor e sofrimento em cada episódio porque tudo que tem pra dar errado na vida deles DÁ. Em todos os sentidos imagináveis. Um dos momentos mais dramáticos da minha vida e dos adolescentes da minha época foi quando Marissa morre em um acidente de carro na quarta temporada. Eu nunca superei. Aliás, nunca consegui terminar de assistir a série porque mexe demais comigo real oficial. Sofro com Ryan, a vida do guri já é tão difícil e nada nunca dá certo pra ele, mesmo ele querendo ficar longe do crime e ter uma vida melhor. #somostodosryan.

E por último mais jamais poderia deixar de estar nessa lista por motivos de FRIENDS. Tenho meu amor e ódio por essa série. Amo porque sim <3 E odeio porque em alguns momentos ela deixa a desejar, como no relacionamento de Ross e Rachel onde ela é maravilhosa e ele um bosta, e mesmo assim ela abre mão de coisas por ele PFFFFF. ALÔ? Aquela mulher não precisa desse boy pra ser feliz e realizada não. Mas né, superada essa parte a série é daquelas que sempre fazem a gente rir e desejar amigos assim. Como diz o ditado: mais que amigos, friends.

E é isso caros leitores do BEDA, só três séries. De modo geral, prefiro filmes que não me causam tanta ansiedade. Cês querem um post com os filmes favoritos? Já aviso que como a pessoa de 84 anos que sou só vai ter filme velhinho e clichê <3

Beijos e amanhã tem mais.

2 Comments

  1. Isa

    agosto 8, 2017 at 5:36 pm

    cê acredita que eu nunca vi O.C.? é um absurdo, né? hahaha vou pegar umas próximas férias para acabar com esse problema!

    1. Camis

      agosto 9, 2017 at 11:55 am

      amiga, faça isso! Faz 10 anos que não tenho com quem comentar essa série e tenho muitas teorias e spoilers guardados hahahaha

Leave a Reply