Camis

Browsing Category:

Estilo

Estilo

Meus looks favoritos de Gilmore Girls – Um ano para recordar

Poucos dias atrás assistir ao revival de Gilmore Girls, que aguardei ansiosamente e só posso dizer: valeu a pena cada minuto de espera. Mas fiquem tranquilos que este post não contém spoiler, caso você ainda não tenha assistindo ao Um Ano Para Recordar.

Conheci a série recentemente, quando a Netflix disponibilizou as 7 temporadas, e me identifiquei totalmente com a história das garotas Gilmore. Acredito que principalmente por perceber que é uma série extremamente feminista que mostra uma mãe batalhando com a filha e mostrando que não precisam de nada além de uma da outra para ser o que quiserem na vida. Ainda estou de coração partido por ter acabado. E por falar nisso, será que acabou mesmo?  Podia ter um revival do revival hahaha

Mas lições de vida à parte, o post de hoje é sobre estilo. Desde que Rory foi pra Yale deu pra perceber que ela foi ficando mais fashionista. Eu amava essa fase dela, com cabelo chanel! Quando assisti ao revival e quando olhei com calma as fotos oficiais, não pude deixar de notar como o estilo da Rory se transformou durante a série a medida que ela foi amadurecendo. O resultado é um casual um pouco fofo, do jeitinho que eu gosto.  Sou suspeita pra falar, mas aqui vão meus looks favoritos da Rory nessa temporada:

#1

15370122_621723234682600_1681484661452741381_o

15385487_621723784682545_5411111910977686797_o

Meu favorito sem dúvidas é esse. A menina Rory com certeza fica bem de vermelho, e essa combinação de saia + jaqueta jeans + botinha é a cara dela.

#2

15391483_621724288015828_7542151717333479396_o

Essa é a roupa da sorte Rory na série e eu entendo porque. Ela diz que se sente super confiante com esse vestido, por isso usa ele em ocasiões importantes. Esse modelo tem um toque vintage e combinado com a sapatilha fica muito fofo. Usaria um look igual fácil. <3 Perde por pouco para o #1. haha

#3

15326237_621724214682502_8664429166368892819_o

Jeans + sapatilha + blusinha marcando a cintura. Esse look é fiel ao estilo dela, apesar de não ser um vestido, e também é totalmente versátil para a vida real.

#4

15391433_621724361349154_7795991606464181549_o

Tons neutros, texturas interessantes e um cinto para marcar a cintura. Esse look é muito amor, fica delicado com sapatilha e se usar com uma botinha tem uma pegada meio boho.

#5

15304226_621723801349210_7121291034968269743_o

Eu adorei esse vestido bem clássico, apesar de achar ele quaaaase conservador demais. Mas com a sapatilha super moderninha fica equilibrado e muito bonito.

Esses foram meus 5 looks favoritos da Rory na temporada. Resolvi falar só dela dessa vez, mas outras mulheres também arrasaram no revival. A Paris também estava linda e a Lorelai nem se fala, que mulher maravilhosa em todos os sentidos! O que nos resta é desejar muito que a série tenha continuação. <3

Estilo

Redescobrindo o seu guarda-roupas

Todo fim de estação eu faço uma limpeza no meu armário. Tiro tudo o que tem nele, separo o que não usei durante toda a estação que passou e encaminho para doação, e o que sobra eu reorganizo e guardo. Desde que comecei a aprender um pouco sobre armário-cápsula e sobre organização resolvi que iria tentar diminuir o número de peças que tenho, mas no meu tempo e do meu jeito. Eu iria doar aquilo que realmente não uso e não tenho intenção de usar, mas não apenas para atingir um número de peças – as 37 da Caroline Rector. Não que não seja válida a experiência dela, mas simplesmente porque o número certo pra ela pode não ser o certo pra mim. Me preocupo mais em consumir com consciência e fazer bom uso daquilo que já tenho.

Fazem mais ou menos duas semanas que resolvi fazer a limpeza no meu armário. O inverno parece estar se prolongando aqui no Rio Grande do Sul então o frio ainda não foi embora, mesmo que a gente já esteja na primavera. Mas como era feriado e eu tinha um pouco mais de tempo resolvi aproveitar. Peguei minhas roupas de inverno e avaliei todas elas, o que eu não tinha usado durante todo o outono e inverno que passou separei em uma pilha para doar.

Acontece que nesses últimos dias estou sempre correndo com trabalhos da faculdade e freelas que faço nos finais de semana, então não tive tempo de levar essas roupas para o lugar onde eu costumo doar, elas ficaram desde então em uma cadeira no meu quarto. Mas uma coisa surpreendente tem acontecido: volta e meia não sei o que vestir, procuro no guarda-roupas e acabo achando onde? Na pilha de roupas que eu iria me desfazer! E não estou usando porque não tenho outras opções, mas porque lembrei como gosto de algumas delas. Eu não usava mais aquelas peças simplesmente porque estavam escondidas no fundo no guarda-roupas, mas elas ainda estão ótimas para serem usadas.

Na hora fiquei pensando se do ponto de vista do armário-cápsula não seria um retrocesso voltar a usa-las, mas acredito que na verdade só estou honrando ainda mais a produção daquelas peças e o que investi nelas. Pessoas trabalharam para produzir o tecido, costurar a roupa, material foi gasto, recursos foram usados, e por isso acho que é muito digno usarmos as nossas roupas o máximo possível.

Lembro de ter lido em algum lugar que mudar as roupas de lugar pode ajudar a criar novas produções, pois geralmente usamos mais as que estão perto do nosso campo de visão. Foi o que aconteceu comigo, em poucos dias que as roupas estavam ali na cadeira ao alcance dos meus olhos comecei a ver todas as possibilidades de looks que elas poderiam render.

Minha dica de hoje é: olhe com carinho aquilo que você já tem, reorganize e tente explorar ao máximo o que seu guarda-roupas oferece. Você vai se surpreender com o que tem!

Estilo

Entendendo o Armário-Cápsula

Pra iniciar esse post acho importante dizer que eu ainda não tenho um armário-cápsula porém, conheci o conceito já faz um tempinho e acho muito interessante por mostrar que é possível ter um estilo mesmo praticando consumo consciente.

Quem nunca se deparou com um guarda-roupas lotado de coisas que não combinam entre si e acabou chegando a conclusão de que “não tinha roupa” mesmo tendo, na verdade, roupas em excesso? A ideia do armário-cápsula é focar na qualidade não na quantidade, limitando suas opções a 37 peças no total, mas que sejam de boa qualidade e combinem entre si. Você vai ter menos dificuldade pra escolher o que vestir, já que todas as peças seguem um estilo – seu estilo próprio, ahá! – e dessa forma você pode criar infinitas combinações.

Então basicamente, o armário-cápsula consiste em criar uma base com peças atemporais que você ama e complementar com peças que sejam tendência. A cada estação você pode renovar seu armário, adaptando de acordo com o clima e com seu estilo atual. A ideia é que você não faça compras durante o período que durar seu armário cápsula, normalmente 3 meses, comprando só o que foi planejado no início da estação. Mas isso também é você quem decide, o importante é comprar com consciência e não por impulso.

O número de 37 peças ficou popular graças a blogueira Caroline Rector, que tornou o conceito de armário-cápsula famoso através do seu blog, Unfancy, onde ela contou a sua experiência e inspirou milhares de pessoas a consumirem menos. Ela definiu esse número pra si, mas não é regra. A ideia é que você encontre o número de peças ideal pra que se sinta confortável, reduzindo ao máximo o seu guarda-roupas com qualidade.

Acredito que mais do que limitar o seu guarda-roupas a um número específico, é preciso entender o que está por trás dessa experiência. Talvez 37 peças pareça radical demais, mas porque não começar avaliando suas roupas uma por uma e descobrindo se você realmente gosta de tudo que tem? Pegue cada uma de suas peças e se pergunte se aquilo realmente te traz felicidade, como nos ensina a querida Marie Kondo. Esse é um ótimo começo.

Depois disso, e mais importante ainda, é começar a repensar a maneira como consumimos. O armário-cápsula envolve um planejamento, escolha de uma paleta de cores, definição de um estilo e planejamento de peças que você precisa adquirir para a próxima estação. Quando você sabe exatamente o que tem e do que precisa é mais difícil comprar algo por impulso e encher o armário de coisas que nada tem a ver umas com as outras, ou pior – nada tem a ver com você.

Estou considerando a possibilidade de criar um armário-cápsula para o verão, pois já venho amadurecendo a ideia faz um tempo e acho que chegou a hora. No grupo do Facebook Em Busca de um Armário-Cápsula dá pra entender um pouquinho melhor o conceito e trocar experiências com outras meninas. Lá eu baixei também um planner para o meu AC que tem me ajudado bastante a entender melhor o meu estilo.

Se você tem um armário-cápsula ou está pensando em criar um me conta nos comentários e vamos trocar ideias. <3

 

Me siga no Bloglovin

 

 

 

Estilo

Desenvolvendo um estilo pessoal

Vocês devem ter notado que a categoria estilo não é a mais atualizada do blog, isso porque não me considero uma fashionista ou especialista no assunto. Sou uma pessoa normal. Eu não estou dizendo que não gosto de moda, pelo contrário, adoro moda. Sou estudante de Design e a profissão vizinha – Design de Moda – também me encanta muito. Acredito que a moda tem um papel social importante, mas isso é assunto pra outro post.

Acontece que tudo na nossa vida muda, e nosso estilo não é exceção à regra. Eu tive um estilo bem definido na minha adolescência: muitos (!) All Stars, muitos laços, vestidos fofos, cor-de-rosa e muitas estampas. Eu também fui muito consumista nessa época, não passava uma semana sem levar uma roupa ou sapato novo pra casa. As compras eram meu escape e, nossa, como eu comprava! Trabalhava em uma loja bem no centro da cidade, rodeada de outras mil lojas e a poucos metros do Shopping. Me sentia sempre segura e bonita, o que não era difícil já que estava sempre com a última peça “da moda” no guarda-roupas.

Mas acontece que a vida da gente muda o tempo todo e as nossas prioridades vão mudando também. Hoje eu tenho 24 anos e não mais 18, então as roupas que me faziam sentir bem naquela época já não combinam mais com a minha personalidade, não passam para o mundo a mensagem que eu quero. Além disso, não compro mais roupas com aquela frequência, por isso comprar peças de alguma micro tendência não é uma atitude inteligente. Foi aí que me dei conta de que é importante ter um estilo pessoal e não apenas vestir o que está nas araras das lojas. (mais…)

Estilo

6 tendências que estou amando

Se já estou usando tudo isso? Não estou. Se estou desejando? Completamente.

post

Imagens: Pinterest.

  1. Batom marrom: Nas últimas temporadas vimos um monte de bocas coloridas por aí, o que é lindo e eu também adoro. Mas tenho achado esses marrons opacos tão elegantes. Eles são super neutros e ao mesmo tempo não são aquele nude “nada” que estávamos acostumadas. É um nude com um tchãm a mais. Estou amando e desejando fortemente.
  2. Make iluminado: Talvez esse tipo de make seja mais apropriado para o verão, mas isso não me impede de estar adorando isso nesse momento. O legal da moda é justamente isso, a gente é livre pra quebrar “regras” quando quiser, e se eu quiser make iluminado no outono/inverno vai ter, sim! Fui um pouco resistente a esse retorno do gloss, mas já estou até acostumando e pensando em voltar a usar. Acho que iluminador + gloss dá uma carinha de quem dormiu 12 horas por noite e está super descansada, mesmo não estando.
  3. As trança de boxeadora: Tranças estão entre meus penteados favoritos, mas por meu cabelo estar bem curto no momento se tornou difícil pra mim usar. Estou achando estas bem possíveis e ando com muita vontade de tentar, porque são lindas e ótimas para o bad hair day. <3
  4. Mom Jeans: Esse jeans mais larguinho e surradinho, com a cintura um pouco mais alta. Tenho curtido visuais mais básicos e esse jeans fica lindo tanto com tênis quanto com sapatilha mais “arrumadinha”. Acho moderno e ao mesmo tempo vintage, acho confortável, acho realmente bonito.
  5. Ombros de fora: Tem coisa mais linda e sexy sem ser vulgar ? Não tem. Acho uma graça, bem romântico e delicado do jeito que eu gosto.
  6. Jeans rasgado: Tem um toque meio rebelde que me agrada. E sempre acho válido equilibrar com alguma peça mais “arrumadinha” pro visual ficar mais versátil.

E você, o que anda desejando? Me conta nos comentários!