Camis

Browsing Category:

30 happy days

30 happy days

30 happy days #2

/manhãs.

Olha quem falhei com o projeto logo no segundo post? Euzinha, campeã mundial de deixar coisas pela metade. Ou menos que a metade. Mas dessa vez estou comprometida em levar até o fim, mesmo que com alguns tropeços pelo caminho.

Estou escrevendo esse post em um domingo de manhã, daqueles mais gostosos que existem. Acordei com o barulho da chuva e a temperatura mais fresquinha que tivemos em muitos dias. Lucas levantou, colocou ração para os gatos e me perguntou: “quer café?”. Respondi que sim, e levantei apesar de tudo estar muito propício a ficar na cama. Enquanto tomava café da manhã com a chuva batendo na janela me dei conta de o quanto amo esse ritual matinal e o quanto eu – do meu jeitinho – amo as manhãs. Sempre soube que a manhã é meu horário mais produtivo mas nesse horário sou ironicamente mais introspectiva e mais calma, talvez por isso crie melhor. Sou dessas pessoas que só conversa o necessário quando acorda, preciso ter o “meu tempo” e como amo esse tempo.

Sempre achei que gostar de acordar cedo em finais de semana fosse coisa de gente velha, talvez eu esteja velha mas talvez eu tenha apenas aprendido a valorizar mais os momentos gostosos do dia-a-dia por mais simples que sejam. Tomar uma xícara de café ouvindo barulho da chuva, acompanhada de alguém que eu amo e que entende totalmente minhas manias matinais é um desses momentos que gostaria de congelar. Acho que a maturidade traz esse tipo de sensibilidade pra gente, de saber que tudo que a gente vive é único.

Adoro manhãs.

30 happy days

30 happy days #1

/café.

Acho que todo mundo que me conhece ou já passou algum tempo comigo sabe do meu vício por café. Não me lembro de um único dia nos últimos anos em que tenha passado 24 horas sem, simplesmente não consigo. Mas não é só pela cafeína que dá uma sensação de energia, o café tem um significado muito gostosinho no meu dia a dia.

O café pra mim é uma pausa, é um respiro antes de começar alguma coisa importante, um momento de papo com alguém querido, é um aconchego. O cheirinho do café é quase tão reconfortante quanto o próprio café, pra mim é a melhor forma de começar o dia.

Gilmore Girls é uma das minhas séries favoritas e não é por acaso, se fosse pela paixão por café eu poderia muito bem ser uma Gilmore. Assim como a Lorelai, acho impossível sair de casa sem uma ou duas xícaras – no mínimo. E sou uma pouco chata para café: pra mim quando mais simples melhor. Odeio café de máquina, odeio café expresso, gosto mesmo é do bom e velho café coado.

Não planejei que o primeiro post do projeto fosse sobre isso, mas quando me preparei pra começar a escrever com a minha xícara de café na mão e o cheirinho espalhado pela casa percebi que não teria como falar de outra coisa. Café me faz feliz. Fim.

30 happy days

30 happy days – O projeto

Esse ano está voando, né? O Natal acabou de passar e lá se foram janeiro e fevereiro em um piscar de olhos! Pra dar uma movimentada por aqui resolvi criar um projetinho que me motivasse a blogar mais em 2017, já que essa é uma das minhas metas para esse ano.  Pensando nisso peguei emprestada a ideia de um projeto de fotos no Instagram chamado 100 Happy Days que tinha, na época em que participei, o objetivo de fotografar uma coisa que te faz feliz todos os dias por 100 dias. Não é muito legal perceber que todos os dias temos pelo menos UM motivo para ser feliz? Tem tanta coisa boa a nossa volta que as vezes nem percebemos, esse projeto é uma forma de prestar mais atenção aos pequenos detalhes do dia a dia que nos trazem felicidade. Adaptei para 30 dias porque achei um número mais razoável e humanamente possível.

Eu odeio estabelecer regras, então a única regra que me propus para o #30happydays é que sejam 30 posts sobre alguma coisa que, de alguma forma, me deixa feliz. Não precisa ser algo que aconteceu naquele dia, não precisa ser algo que faço com frequência, não precisa ter lógica ou explicação para o tema escolhido. Só precisa me deixar feliz de alguma forma.

Então, bóra começar? ♥