Cotidiano

Minimalismo – Um documentário sobre as coisas importantes

O documentário Minimalismo – Um documentário sobre as coisas importantes (Minimalism – a documentary about the important things na versão original) tá disponível no Netflix desde abril e decidi assistir porque me indicaram dizendo que falava um pouquinho sobre armário-cápsula. Eu que só estava interessada nessa parte quando dei o play me surpreendi bastante. Aliás, mais que uma surpresa, foi como se várias coisas que eu já vinha pensando começassem a fazer mais sentido.

Minimalism fala sobre dois caras que trocaram sua carreira em uma grande empresa por uma vida mais simples e que agora se dedicam a disseminar a cultura do minimalismo. Eles experimentaram  ter tudo que a maioria das pessoas deseja: ótimo emprego, uma casa grande e cheia de móveis legais, muitas roupas, sapatos, muitas COISAS. Mas tinham mais uma coisa em comum: se sentiam vazios e tristes, como se não vissem sentido no que faziam. Eles trocaram isso tudo por uma vida com menos coisas e descobriram como era se sentir realmente livre.

Ao longo do documentário surgem também outras pessoas contando suas experiências com uma vida mais simples. Gente que se mudou pra uma casa pequenininha com só algumas peças de roupa e diz que nunca se sentiu tão feliz, ou então a moça que resolveu passar 3 meses vestindo só 33 peças e descobriu que NINGUÉM REPARAVA. Enfim, histórias que fazem a gente pensar em por que fazemos o que fazemos, por que compramos o que compramos, porque achamos que nossa felicidade está diretamente ligada a adquirir coisas.

Não é fácil desconstruir o pensamento de que comprar coisas é sinônimo de ser bem sucedido ou que você precisa de um guarda roupas lotado pra se vestir bem e ser aceito. O documentário vale muito a pena pela reflexão que ele faz, pelo empurrãozinho pra buscar uma vida com mais propósito e repensar como estamos acostumados a viver.